PONTOS CANTADOS DE PRETO VELHO

Segue abaixo as letras dos pontos cantados na gira de Preto Velho. Abaixo só listaremos o que nós cantamos em nossa casa, mas existem muitos que sempre louvam as entidades e aos orixas a medida que formos incorporando esses pontos em nossas giras iremos colocar as letras aqui.

Firma ponto minha gente
Preto Velho vai chegar
Ele vem de Aruanda
Ele vem pra trabalhar
Saravá o Nego Tião
Saravá, saravá, saravá
Ele chegou no terreiro
Ele vem nos ajudar
Saravá a Nega Luzia
Saravá, saravá, saravá
Ela chegou no terreiro
Ela vem nos ajudar
Firma ponto minha gente
Preto Velho vai chegar
Ele vem de Aruanda
Ele vem pra trabalhar
Saravá a Vó Joana
Saravá, saravá, saravá
Ela chegou no terreiro
Ela vem nos ajudar
Saravá a Nega Rosinha
Saravá, saravá, saravá
Ela chegou no terreiro
Ela vem nos ajudar
Firma ponto minha gente
Preto Velho vai chegar
Ele vem de Aruanda
Ele vem pra trabalhar
Saravá a Vovó Rita
Saravá, saravá, saravá
Ela chegou no terreiro
Ela vem nos ajudar
Saravá o Pai Inácio
Saravá, saravá, saravá
Ele chegou no terreiro
Ele vem nos ajudar
Saravá a Maria da Cruz
Saravá, saravá, saravá
Ela chegou no terreiro
Ela vem nos ajudar

--x--

Nega Cambinda que fala Nagô
Nega costa linda filha de babalaô

Na Umbanda êeee
Na Umbanda aaaa (2x)

Nega canta, nega dança na batida do tambor
Saravá Nego Tião
Saravá seus protetor

Nego canta, nego dança na batida do tambor
Saravá Nego Tião
Saravá seus protetor

--x--

Eu andava perambulando sem ter nada pra comer
Fui pedir pras Santas Almas para me proteger
(2x)
Foi as almas que me ajudou (2x)
Meu divino espiríto santo, Viva Deus nosso senhor

Foi as almas que me ajudou (2x)
Meu divino espiríto santo, Viva Deus nosso senhor

--x--

O tambor ta me chamando
Pretos velhos vem chegando
(2x)

Oi dá licença abre a porteira
Pretos velhos pedem amor

E vem trazendo pra seus filhos
Caridade e muito amor
(2x)

--x--

Nego quando vem nego não vem a pé,
Nego vem montado nas costas de um jacaré;

--x--

Esquindim, Esquindim, Esquindim o munjumbo
Mora lá no mar, mora lá no mar o mujumbo.
Leva o mujumbo pro mar,
Sua terra é muito longe o mujumbo
Ninguém pode ir lá, ninguém pode ir lá o mujumbo
Leva o mujumbo pro mar.

--x--

Com o seu cachimbo e a pemba na mão,
Com o seu cachimbo e a pemba na mão,
Esses pretos-velhos africanos têm bom coração
Esses pretos-velhos africanos têm bom coração

--x--

Oi salve a pemba
Também salve a toalha
Oi salve a pemba
Também salve a toalha
Salve a coroa
É de nosso Santo é o maior
Salve a coroa
É de nosso Santo é o maior

--x--

Cambinda mamãe eh! Cambinda mamãe ah!
Cambinda mamãe eh! Cambinda mamãe ah!
Arreia a cambinda que eu quero ver
Filhos de umbanda não têm querer
Arreia a cambinda que eu quero ver
Filhos de umbanda não têm querer

--x--

Tava sentado no toco quando eu vi Relampejar
Tava sentado no toco quando eu vi Relampejar
Eu chamei: Santa Barabara, São Jerônimo,
São Jorge e seu Cipriano vêm cá me ajudar
Eu chamei: Santa Barabara, São Jerônimo,
São Jorge e seu Cipriano vêm cá me ajudar

--x--

Pedrinha miudinha dentro dessa aldeia
Pedrinha miudinha dentro dessa aldeia
Uma é maior, outra é menor,
A mais pequena é que me alumeia
Uma é maior, outra é menor,
A mais pequena é que me alumeia
Pedrinha de cá, pedrinha de lá
Pedrinha de Aruanda eeeee
Quem pode mais é Deus do céu
Jesus Maria José
Quem pode mais é Deus do céu
Jesus Maria José

--x--

Preto Velho nunca foi à cidade,
Oi cidade,
Fala na lingua de Zambi,
Oi cidade.
(2x)

--x--

Ele arriou na linha de congo
arriou, arriou, arriei
ele arriou na linha de congo
agora que eu quero ver
salve o congo
salve o rei congo
salve o povo de Iansã
salve são jorge guerreiro
salve são sebastião

- x -

Numa noite linda que tinha luar
preto-velho orou a zambi
pro cativeiro acabar
trabalha negro (trabalhou) 2x
trabalha negro
cativeiro acabou

- x -

Tira o cipó do caminho
oi criança
deixa o vovô atravessar
é preto-velho
que vem de aruanda pra esse congá
é preto velho
que vem de aruanda fazer saravá

- x -

Preta-velha quando vem
vem beirando a beira mar
põe a canga no sereno
deixa a canga serenar

- x -

Vovó não quer
casca de coco no terreiro
só pra não lembrar dos tempos do cativeiro 2x

- x -

Um grito de liberdade
e a corrente se quebrou
um grito de liberdade
e um grito me acordou...
dentro de um canavial
o negro se libertou
e lá não tinha pra ele
nem chibata e nem penhor
e lá não tinha pra ele
nem senzala e nem senhor
José de aruanda é um grande lutador
hoja baixa no terreiro
traz a paz e o amor
sua sabedoria
seus ensinamentos
vão de canto a canto
aliviando sofrimento
vem na força da reza
vem na força das ervas
vem tirando todo mal
a mandinga ele quebra
foi Xangô quem lhe trouxe
Zambi lhe coroou
agradeço o dia-a-dia
viva Deus nosso senhor

- x -

O lelê meu deus do céu
que alegria
o preto-velho não carrega soberbia
meu deus do céu
isso aqui eu preferia
a estrela dalva no ponto do meio dia
nesse penacho bota baixo na campanha
nesse terreiro galo velho não apanha
eu vou plantar nesse quintal pé de pinheiro
para mostrar como se pega macumbeiro
O lelê meu deus do céu...

- x -

A fumaça do cachimbo do velho
sobe pro alto só não ver quem não quer
sobe pro alto só não ver quem não quer
a mironga debaixo do pé

- x -

Pai joaquim ê ê
Pai joaquim ê a
pai joaquim veio de angola
pai joaquim é de angola angolá

- x -

Pai joaquim cadê pai mané?
foi no mato apanhar guiné
diga a ele que quando vier
suba a escada e não bata o pé

- x -

Preto-velho quando tem luz
ele arreia em qualquer lugar
pede licença à Zambi no terreiro
saravá a coroa e vem trabalhar

- x -

Adorei as almas
e as almas me atenderam
é vó benedita
lá do cruzeiro

- x -

Quantas estrelas tem no céu
preto velho já contou
no rasário de maria, meu senhor
preto velho já orou

- x -

Olha viva congo
olha viva glória
e viva o rosário de nossa senhora

- x -

Eu vou tocar tambor 2x
eu vou fazer o meu batuque
pra chamar meu protetor
Lua vem
lua vai
sem o batuque o negro não sai

- x -

Preto velho senta no toco
faz o sinal da cruz
pede proteção à zambi
para os filhos de Jesus
Cada ponta do seu rosário
é um filho que aqui está
se não fosse os pretos velhos
eu sabia caminhar

- x -

Quiô, viva angola
oi viva angola eô
Pai joaquim que vem de angola
oi viva angola e ô

- x -

As almas já acenderam o candieiro
e ê lá no fundo do mar

- x -

Preta-velha filha de sinhá
preta-velha filha de sinhô
preta velha filha de cambinda e
preta velha filha de nagô
olha congo é rei 3x
na coroa de nagô

- x -

Maria conga ela vence demanda
no seu terreiro
ela diz que tem mironga
maria conga lavadeira de sinhá 2x
lavou camisa de chita
no ribeirão de iaiá

- x -

Os pretos velhos vão embora
oi sacode a poeira das suas calças 3x
As pretas velhas vão embora
oi sacode a poeira das suas saias 3x

- x -

Preto velho vai embora pra sua bamda
sua banda chamou, catinguelê
afirma ponto
preto velho vai embora
afirma ponto
ogum megê

- x -

Preto velho vai
cruzar suas filhos com guiné
lá na aruanda aonde canta o juriti
preto velho vai embora
deixa seu médium aqui

- x -

Foi na aruanda
que surgiu os seus encantos
pai olorum que lhe ordenou
que as pretas velhas vão para aruanda
sentar no trono que jesus mandou

- x -

Olha que lindo pomar
Olha que lindo laranjal
Quando a natureza chora
Pretos velhos da umbanda
Dizem adeus e vão-se embora.

--x--

À bença meu pai se precisar eu chamo
À bença meu pai se precisar eu chamo
Zambi, te trouxe, Zambi vai te levar,
Zambi, te trouxe, Zambi vai te levar,
Agradeço a toalha de renda ou de chita,
Que ficou por lá,
Agradeço a toalha de renda ou de chita,
Que ficou por lá.