KALI-YÊ MINHA MÃE

Orixá feminina, Egunitá/Oroiná é nossa amada Mãe da Purificação, forma com Xangô um par puro do Fogo e da Justiça, com Ogum forma um par misto e polarizado da Lei e da Justiça. É o fogo que purifica os sentimentos desvirtuados, consumidora dos vícios e desequilíbrios; consome as energias dos seres fanáticos, apaixonados e emocionalmente desequilibrados.

Cósmica é sempre ativa e atuante, freqüentemente evocada no combate ás “magias negras” (ativadas contra as pessoas, suas moradas e templos), sua ação é fulminante, enquanto energia é abrasadora e consumidora das concentrações energéticas negativas dos mais variados tipos, como formas pensamento, miasmas e larvas astrais, no sentido da Vida da Lei e da Criação sua presença é temida aos devedores da Lei, que tem em suas falanges de auxiliares, que conta entre eles também milhares e milhares de guerreiras da luz portadoras de espadas flamejantes, poderosos(as) instrumentos no combate as trevas da ignorância.

Da África ela aparece como uma das qualidades de Iansã, mas é em si uma Divindade de mesmo nível, é Orixá. Na Índia foi há milênios, e ainda é, cultuada como Kalí, a Deidade da “Destruição”, com seus quatro braços simbolizando suas qualidades, ela reina acima do mal fazendo demônios parecerem pequenos ignorantes perante sua fúria frente a maldade contra a humanidade.

Mesmo aqueles que não a conhecem saibam que ela os conhece e os tem como filhos, se estiverem passando por dificuldades, diante da maldade gratuita, com certeza esta Mãe pode ajuda-los...Aceita velas laranja e palmas vermelhas, tem nas linhas auxiliares da esquerda a Pomba Gira do Fogo como uma de suas guardiãs trabalhando para as linhas de Umbanda.

Que sua presença e força se faça a todos aqueles que dela necessitam.

Salve Egunitá/Oroiná, Salve Senhora do Fogo e da Purificação!!!

Kali-yê...Mãe Amada...

Este texto tem como bibliografia os livros “Código de Umbanda” e “Gênese de Umbanda” ambos do Médium Rubens Saraceni.