PONTOS CANTADOS

Segue abaixo as letras dos pontos cantados na gira. Abaixo só listaremos o que nós cantamos em nossa casa, mas existem muitos que sempre louvam as entidades e aos orixas a medida que formos incorporando esses pontos em nossas giras iremos colocar as letras aqui.

OXALÁ

Oxalá meu pai
tenha pena de nós tenha dó
se as voltas do mundo é grande
seus poderes ainda é maior
Oxalá meu pai
aceita essa romaria
seus filhos que vêm de longe, meu pai
não podem vir outro dia

- x -

Oh Deus salve essa casa santa
Oh santa, oh santa
Onde Deus fez a sua morada
morada, morada
onde mora o carecimento
e a óstia conssagrada

- x -

Eu vi brilhar 2x
lá no horizonte uma luz, pai Oxalá
Ele vem do além
do além ele vem
trazendo paz e amor
para os filhos que fazem o bem

- x -

Pombinho branco
mensageiro de Oxalá
Leve essa mensagem
de todo coração ao meu Jesus
diga que somos
soldados de aruanda
trabalhamos na umbanda
carregando a nossa cruz

- x -

de longe eu vi a terra
de longe eu vi o mar
de longe vi uma estrela
mas era ele
meu pai oxalá

OGUM

Se meu pai é Ogum, 
vencedor de demanda.
ele vem de aruanda pra saldar filhos da umbanda.

Se meu pai é Ogum, 
vencedor de demanda.
ele vem de aruanda pra saldar filhos da umbanda.

Ogum, Ogum, Ogum Iara. 
Ogum, Ogum, Ogum Iara.
Salve os campos de batalha, salve a sereia do mar.
Ogum, Ogum Iara.
Ogum, Ogum Iara.

- x -

Eu tenho sete espadas pra me defender
Eu tenho Ogum em minha companhia (2x)

Se Ogum é meu pai
Se Ogum é meu guia
Se Ogum é meu pai
Venha com Zambi e coma Virgem Maria

- x -

Lá vem Ogum
em seu cavalo
com sua espada e sua lança na mão
O campo é grande
deixa correr
Vamos saravá Ogum Megê

Ogum, Ogum iê, iê, iê 2x
salve seus filhos meu pai
Ogum iê, iê, iê

- x -

Ogum não devia beber
Ogum não devia fumar
Mas a fumaça é a nuvem que passa
E a cerveja é a espuma do mar

- x -

Ogum salve a sua bandeira
Ela é branca, é verde é encarnado
Ogum ele venceu demanda
ele venceu batalha
e não perdeu soldado

- x -

Salve Ogum Iara
Ogum Rompe-Mato
Ogum Beira-mar (bis)
Ele trabalha na areia
Ele trabalha no mar
Beira mar
auê Beira mar
Ogum já jurou bandeira
nos campos de Umaitá
Ogum já venceu demandas
Vamos todos saravá

- x -

Ogum já
Venceu já, venceu já, venceu
Ogum vem de aruanda
e quem lhe manda é Deus
Ele vem beirando rio
Ele vem beirando mar
Oh Salve santo Antônio da calunga
benedito e beira mar

- x -

Em seu cavalo branco ele vem montado
de espada na mão ele vem armado
ele vem armado lá do arerê
ele vem armado pra nos defender
ele vem armado lá do arerê
Ele vem armado é Ogum Megê

- x -

Quem beira rio, Beira-rio, Beira-mar
O que se ganha de Ogum só Ogum pode tirar
Seu Ogum de Ronda
Ele vem girar
E vem trazendo folhas
pra descarregar

- x -

Ogum em seu cavalo corre
e a sua espada reluz
Ogum
Ogum megê
sua bandeira cobre os filhos de jesus, Ogunhê

- x -

Ogum de lei
não me deixe sofrer tanto assim, meu pai
Quando eu morrer vou passar lá na aruanda
saravá Ogum
Saravá seu Sete Ondas

 

IANSÃ

Era uma ventarola
Duas ventarolas
Navegavam sobre o mar

Uma era Iansã, Epa Hey
A outra era Iemanjá, Adocya

- x -

Iansã tem um leque de penas
Pra abanar em dias de calor (2x)

Iansã mora na pedreira
Eu quero ver meu Pai Xangô (2x)

- x -

Iansã é uma moça bonita
mas ela é dona do seu jacutá
Eparrie, eparrei, eparrei
Eparrei Iansã
Eparrei minha mãe
é que eu quero ver

- x -

Iansã, orixá de umbanda
rainha do nosso congá
saravá Iansã lá na aruanda, Eparrei!
Eparrei Iansã venceu demandas
Iansã, saravou pra Xangô
no seu o trovão ecoou
e la nas matas o leão bradou
Saravá Iansã, Saravá Xangô

- x -

Iansã, ela é dona do mundo
dona do fogo
da faisca e do trovão
Eparrei Iansã na Aruanda
Santa Bárbara com a espada na mão

- x -

Oyá, Oyá
Ela é dona do mundo
Oyá, Oyá
Iansã venceu guerra

- x -

Brilhou no meio do bambuzal
uma estrela a iluminar
oi era ela Iansã
que clareava seu oferendá
que clareava
luzes multicores
que a sinhá trazia, ia, ia
no seu alguidá
tem acarajé, oi sinhá
tem dendê

OXOSSI

Caboclo roxo da pele morena
Ele é Seu Oxóssi
Caçador da Jurema

Ele Jurou ele jurará
Ouvir os conselhos que a Jurema irá lhe dar(2x)

- x -

Quem é o cavaleiro
que vem de aruanda
é Oxossi em seu cavalo
com seu chapéu de banda
Ele é filho do rei
Ele é filho da mata
saravá nossa senhora
a sua flecha mata
Quem é esse cacique
glorioso e guerreiro
montado em seu cavalo
desce no meu terreiro
ele é filho do verde
ele é filho da mata
saravá nossa senhora
a sua flecha mata
vem de aruanda ê
vem de aruanda a 3x

- x -

Eu vou
saravá seu Oxossi
lá na jurema
ele é quem manda
ele é o dono das matas
poderoso Orixá
da lei de Umbanda
Seu Oxossi lá nas matas da jurema
confirmou sei diadema
oxalá lhe ofertou
flecha de ouro
e coroa que é de rei
é cacique da jurema
umbanda confirma lei

- x -

Oxossi, Oxossi, Oxossi
Rei das matas venceu demandas
Oxossi ajudai seus filhos
que eles são filhos de umbanda

- x -

Oxossi é rei
ele é rei lá na macaia
ele vem lá de aruanda
pra saldar esse congá
eçe ganhou flecha e bodoque
sua coroa quem lhe deu foi oxalá

- x -

O dono da mata é Oxossi
Oxossi é caçador, Oxossi é caçador
Ouvi meu pai assobiar
ele mandou chamar
é de aruanda ê
é de aruanda a
Meu Pai Oxossi é de umbanda
é de umbanda

- x -

Oxossi é poderoso
da mata ele é senhor
pedi licença à (orixá)
Oxalá me deu agô

- x -

Oi saravá meu pai Oxossi
auê, aua
Oi macutara de malembe
oke bamba o clima
de mará Zambi

- x -

Lá nas matas / piou, piou 3x
o rei das matas chegou
Oxossi ele é rei das matas
é vencedor de demandas
é orixá consagrado
coroado na nossa umbanda

 

YEMANJÁ

Mãe D'água, rainha das ondas, sereia do mar
Mãe D'água seu canto é bonito quando faz luar
Iê, Iemanjá
Iê, Iemanjá
Rainha das ondas, sereia do mar
Rainha das ondas, sereia do mar
Como é lindo o canto de Iemanjá
Sempre faz o pescador chorar
Quem escuta a Mãe D'água cantar
Vai com ela pro fundo do mar
Vai com ela pro fundo do mar

- x -

Navio negreiro no meio do mar 2x
corrente pesada na areia arrastar 2x
a negra escrava se põe a cantar 2x
saravá nossa mãe Iemanjá 2x

- x -

Nas ondas do mar azul
eu avistei uma sereia
avistei a janaína
a senhora das candeias
oi bate palma sereia do mar
dois, dois
ela vem passear

- x -

Saia do mar linda sereia
saia do mar venha brincar na areia
saia do mar sereia bela
saia do mar venha brincar com ela

- x -

Iemanjá ô
olha seus filhos a beira mar
Brilhou no céu
mas como brilha no mar
mãe Iemanjá é sereia
é a rainha do mar

- x -

eu fui
na beira da praia
pra ver o balanço do mar
eu vi
seu retrato na areia
encontrei a sereia
comecei a cantar:
Oh Janaína vem ver
Oh Janaína vem cá
vem colher essas flores
que eu trouxe pra você

- x -

Que canto lindo que vem lá do mar
parece que as ondas estão a cantar
Ie, Iemanjá
rainha das ondas
a dona do mar

NANÃ

Oh minha doce mabel, é de ara oro
Mas é de cacarucai é de ara oro
Oh minha doce mabel, é de ara oro
Mas é de cacarucai é de ara oro
Ela é Nanã de Oxum, ela é Nanã de Yemanjá
Ela é Nanã de Iansã é de ara oro.
Ela é Nanã de Oxum, ela é Nanã de Yemanjá
Ela é Nanã de Iansã é de ara oro

- x -

Nos pés de Nanã eu vou rezar
e levo flores pro jardim de Oxalá
Deusa tão bonita
de tanto saber
bordou o seu vestido com a cor do amanhecer
nas águas cristalinas
o sol também brilha
é nanã é quem domina
essa força que ilumina
Saluba Nanã
nanã Buroquê
proteja a minha vida não me deixe sofrer (bis)

- x -

Atraca, atraca que aí vem Nanã ê a 4x
é nanã, é oxum quem vem saravá ê a
Atraca, atraca que aí vem Nanã ê a

- x -

Eu vi nanã 4x
auê
é nanã buroquê 3x

- x -

são flores, nanã
são flores 2x
nanã buroque
são flores nanã
são flores
do seu filho Obaluaiê
nas horas de agonia
é ele quem vem nos valer
é seu filho, nanã
é meu pai
Ele é Obaluaiê

OXALÁ / OBALUAYÊ / OMULU

Meu Pai Oxalá é o rei,
Venha me valer
Meu Pai Oxalá é o rei,
Venha me valer
E o velho Omulu Atotô abaluayê
E o velho Omulu Atotô abaluayê
Atotô abaluyê Atotô babá
Atotô abaluyê Atotô é Orixá

- x -

Se ver um velho no caminho
Pede a benção,
Se ver um velho no caminho,
Pede a benção
Benção de Deus,
Benção de Deus,
Benção de deus, Obaluaê,
Benção de Deus.

- x -

Obaluaiê, ele é diferente 2x
acorda quem tá dormindo
levanta quem tá doente

Ele é um grande orixá
ele é o chefe da calunga
ele é seu atotô, Obaluaiê 2x

- x -

Seu Omolu ê ê 2x
Seu Omolu ê, Omolu é orixá
Saravá seu Omolu
Seu Omolu ê ê
Saravá seu Omolu
Omolu é orixá

XANGÔ

Xangô é pai é de ara araruê
Xangô é pai é de ara araruê
Xangô é pai é Santa Bárbara é coroado
Você brinca com nagô mas com Xangô não brinca não

- x -

Dizem que Xangô
mora na pedreira
mas não é lá sua morada verdadeira
xangô mora numa cidade de Luz
Aonde mora santa Bárbara
Oxumarê e Jesus

- x -

Quem rola pedra na pedreira é Xangô 2x
Xangô do acarajé, do acarajé é

- x -

Xangô é rei
é rei nagô bis
Oi bate palma pra coroa de xangô (bate palma 3x) 4x

- x -

No alto daquela pedreira
tem um lírio que é de xangô
Caô, Caô, Caô Cabiecile
Pedra rolou pai Xangô
lá na pedreira
afirma ponto meu pai
na cachoeira

- x -

Tenho meu corpo fechado
Xangô é meu protetor
afirma ponto meu pai
pai de cabeça chegou

- x -

Eram dez horas
quando o sino tocava
na marambaia
cidade da jurema
eram dez horas
quando o sino tocooou
com licença de Zambi
saravá pai Xangô

- x -

Cachoeira da mata virgem
aonde mora meu pai Xangô
Pedra rolou Nanã Buroquê
Pedrs rolou saravá pai xangô

- x -

Ele vem de aruanda
ele vem trabalhar
ele vence demanda
ele é seu Airá
Caô, Caô
a justiça chegou Xangô

- x -

Ele bradou na aldeia
bradou nas cachoeiras em noite de luar
em noite de luar
no alto da pedreira
foi fazer justiça pra nos ajudar
ele bradou na aldeia
caô, caô
ele vai bradar
caô, caô
ele é Xangô da pedreiras
ele nasceu nas cachoeiras
lá no juremá

- x -

Dei um grito na serra
que a serra abalou
dei um grito na serra
balança Xangô
Caô, caô, caô Xangô 2x

OXUM / OXUMARÉ

Eu vi mamãe Oxum na cachoeira,
Sentada na beira do rio (2x)
Colhendo lírio lírio eee
Colhendo lilirio aaa
Colhendo lírio pra enfeitar nosso congar (2x)

- x -

Mamãe Oxum na cachoeira
Olhai seus filhos pra não sofrer (2x)

Mas como é linda a cachoeira de Oxum
Esta guardada por soldados de Ogum (2x)

- x -

Mamãe Oxum é dos cabelos longos
Se o mar tem água nas suas terras tem ouro (2x)

Eeeeeeê Eeeeeá
Mamãe Oxum é a rainha do mar (2x)

Áieie aieie mamãe Oxum (2x)

Aieiê Mamãe Oxum
Aieie Oxumaré (2x)

- x -

Oraieiê
Oraieiê mamãe Oxum 2x
Oraieiê Oxumarê
sinta mamãe Oxum
Oraieieô
sinta navegar no mar
Oxum é da laje
é mulher de Ori
lá no meu sertão, dona
é mulher de um rei

- x -

Fui no cantuá
pagar promessa só
à Orum maior
Oxum Oraieieô
Ai, ai, Oxum 2x
nosso amor é verdadeiro
venha nos abençoar

- x -

A minha mãe Oxum
Oraieiê ô
rainha das cachoeiras
a deusa da beleza
minha mãe oxum
orixá da natureza
aí vem mãe oxum passeando
passeando no clarão da lua
Mas como é linda 2x
mamãe oxum passeando
no clarão da lua